sábado, 29 de dezembro de 2012

Teste Lote #5 REBATCH nele!

Estamos aqui mais uma vez para relatar nossos testes, testamos desta vez a essência para Cold (compramos na Empório Aroma). perguntamos se haviam relatos de perda de material, de aceleração do processo químico  etc... a vendedora garantiu que nunca ninguém reclamou! pois sou o primeiro, hehehe... Estamos seguindo o conselho de nosso amigo Roberto e equilibrando nossa receita que estava muito Soft com óleo de palma, palmiste e por minha conta e risco estearina...hehehe...

Fizemos um lote totalmente dentro dos parâmetros aceitáveis com Azeite de Oliva, Óleo de Mamona, Óleo de Palma Refinado, Óleo de Palmiste e Estearina de Palma. Tudo para termos uma barra equilibrada e dura o suficiente para desenformar sem grandes dificuldades mas que garanta uma boa hidratação e uma espuma consistente.

Tudo ia bem até a hora de colocar a essência... bendita hora que não desisti desta ideia e coloquei OEs, mais uma vez a essência acelerou todo o processo como já havia ocorrido no Lote 1, porem muito mais rápido, basta dizer que empedrou, tornou-se solido!!! não consegui nem mexer o mix, a colher, nada!, não deu para fotografar pois foi tudo realmente muito rápido.

Na hora me lembrei que minhas amigas, Tatiane e Emília haviam comentado sobre como se recuperar os sabões usando um método chamado REBATCH que consiste basicamente de dissolver o sabão que tenha apresentado problemas em um percentual de água ou leite, tudo deve ser feito em banho maria, mas segundo Emília (uma amiga que tem ajudado muito) pode ser feito no forno também, tomando os devidos cuidados.

Em poucas palavras, rebatching é o reprocessamento de lote de sabão, por este método você pode ralar o sabão e derrete-lo e a partir dai adicionar cores adicionais, fragrâncias ou aditivos que você esqueceu ou simplesmente queira colocar.

Pense nisso como um sabonete mais rustico, muito embora varias pessoas achem que este método resulta nos melhores sabonetes.

Há duas razões principais para se fazer o rebatch:

1. Para corrigir um lote de sabão que você cometeu um erro (esqueceu de colocar aditivo, cor ou mesmo óleos essenciais)

2. Para usar ingredientes delicados ou temperamental (como alguns esfoliantes naturais ou aromas mais delicados) que não sobrevivem, reagem mal, ou tem problemas com a solução de soda cáustica. 
Fonte: Candle and Soap 
O resultado foi uma massa mais rustica como uma massa de bolo, com muito ar, tive de colocar mais aroma, pois com este processo o aroma que usei é totalmente perdido, a cor ficou muito acentuada acho que pelo tempo que ficou no banho Maria e temperatura mais elevada, mas valeu pelo teste o resultado segue abaixo, acho que vou ralar e incorporar a um projeto de sabonete em um futuro próximo.





Apesar do aspecto a massa apresentou uma dureza muito boa e sua retirada do molde foi bastante fácil, vamos repetir o lote 5 e usar óleo Essencial, tenho certeza que dará certo! A receita esta toda equilibrada e a adição da essência foi a unica falha diagnosticada. 

Aguardem as novidades do próximo lote, creio que por hoje é só!

7 comentários:

  1. E vamo que vamo... amigo saboeiro!
    Exatamente isso que eu queria dizer no comentário de ontem: REBATCH! kkkkkkkkkkkkk
    Apesar deste nome, esta técnica não é novidade para mim. Eu diria que é praticamente o mesmo processo de produção de sabonetes utilizando o SABÃO TÉCNICO OU FUNDAMENTAL conhecido como NOODLES.
    Ao NOODLES ralado são acrescentados os demais solventes e matérias primas que dão origem aos sabonetes glicerinados ou não. Talvez tenham dado este nome a esta técnica para identificar a correção de algum erro.
    Já cheguei a fazer o sabão fundamental e usá-lo para fazer sabonetes glicerinados transparentes! Avantagem é que é muito prático!
    Fico feliz que tenha recuperado seu lote!
    Comprei uma essência de erva doce que logo irei testá-la em uma pequena parte de massa para ver como ela reage. Uma dica que pode ajudar na adição de essências à massa do sabonete é retirar uma pequena porção da massa (antes do trace) e diluir a essência nela. Espere uns cinco minutos para que ocorra a reação. Depois é só acrescentar na massa restante. Isso pelo menos diminui a chance de a essência reagir na massa toda.
    Apesar de nossos sufocos, o mundo da saboaria é mesmo fascinante!

    Parabéns grande amigo saboeiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olaaa boa noite! Lendo aqui seus comentários vi que vc já fez o sabão fundamental poderia me passar sua receita? E sua base apartir dele ficou transparente? Estou tentando algumas fórmulas .Desde de já agradeço.

      Excluir
  2. Vamos lá, a cor do sabonete no rebatch fica mais forte pois a soda é toda neutralizada durante o cozimento dessa forma não há reação com a cor e ela fica como deveria ser se utilizasse um glicerinado.
    Seu rebatch ficou ótimo, tentou tomar banho com ele???
    Normalmente um sabão cozido pode ser utilizado no mesmo dia ou assim que endureceu tá??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cor ficou pra lá de forte, hehehe, ainda não tomei banho com ele mas farei isso hoje! espero que tenha ficado bom mesmo. Não sabia que poderia usar no mesmo dia esta descansando ha duas semanas.

      Excluir
    2. Sabonetes submetidos a altas temperatudas sao neutralizados instantanamente. Então endureceu pode utilizar.
      Se ficar em dúvida meça o pH dele, neutralizou pode utilizar e, dependendo da composição, do equilíbrio e quantidade de água, até a cura pode ser mais rápida.

      Excluir
  3. hehehe... testei, usei e adorei o resultado!!! estou preparando uma publicação com o resultado, espuma abundante e macia, hidratação e tudo mais. Posto por estes dias!

    Medi o pH resultado (neutro)

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Ao participar de nosso Blog, você estará ajudando a um enorme numero de pessoas que estão procurando o conhecimento que você pode ter, antão participe, compartilhe!

Obrigado por deixar suas considerações em nosso Blog e volte sempre.