domingo, 8 de junho de 2014

Sabonete de Vinho Malbec (cold process) Parte 1


Olá a todos, hoje estaremos repetindo uma de nossas receitas, mas com pequenas modificações a fim de aprimorar um pouco mais o nosso sabão. Trata-se de nosso sabão de vinho tinto, para ser mais especifico um Sabonete de Malbec, esra pra ser de Cabernet, mas esqueci de reservar a quantidade de vinho que iria usar neste sabão e quando dei conta o vinho já havia acabado (risos) adiamos para outro dia e abrimos um Malbec, tomamos desta vez o cuidado de retirar a quantidade de vinho antes de começar a degustar o restante.

Bem como já falamos começamos este sabão com a separação do vinho, a quantidade é exatamente a que usaríamos de outro liquido qualquer, mas com uma diferença! O vinho, como qualquer outra bebida alcoólica deve ser levada ao fogo (de preferencia em banho maria) para que perca o álcool e sofra uma redução. Este processo é bem simples e consiste em deixa o vinho aquecido por uns 20 minutos até que se torne mais encorpado e o liquido se torne mais expeço, depois é necessário que este vinho já reduzido seja congelado e só depois disso poderemos usá-lo em nossa receita de sabão.


Muito bem, nosso vinho já encontra-se devidamente congelado e pronto para ser usado em nossa solução de soda cáustica, isso mesmo faremos nossa lixivia usando ao invés de água o vinho congelado. Após misturarmos nossos óleos (Palma, Palmiste, Semente de Uva, Azeite de Oliva e Rícino) fomos preparar nossa lixivia de vinho.


Esta preparação não é nada complexa, só que faremos de forma diferente. É imprescindível o uso de mascara, óculos e luva neste processo. Primeiro pesamos o vinho congelado e reservamos, colocamos a NaOH em uma tigela e adicionamos o vinho ainda congelado, o calor gerado ira derreter o vinho mas não vai deixar que sua temperatura suba muito evitando assim o que chamaríamos de efeito vulcão, onde a solução cáustica por atingir uma temperatura muito elevada entra em fervura e pode sair do recipiente e causar acidentes (isso se dá pela presença de açucares, resíduos de álcool ou componentes orgânicos presentes na nossa redução).

Após o preparo de nossa lixivia o processo é igual aos demais, separamos todo material de apoio que vamos usar, pigmentos e óleos essenciais ou de fragrância, forma e o mix, tudo deve estar pesado e próximo à sua área de trabalho, pronto para ser utilizado quando for necessário.


Como estamos fazendo um sabonete de vinho decidimos usar entre nossos óleos o óleo de semente de uva assim como a casca de Malbec desidratada e moída.

Então para este sabão teremos os seguintes óleos:
  • Palma / Óleo Duro (É rico em antioxidantes, como vitamina A e E, além das vitaminas D e K não encontradas em outros óleos. Este óleo antibacteriano também é bom para controlar oleosidade e acne.)
  • Palmiste / Óleo Duro () 
  • Mamona / Óleo Mole (Estudos mostraram resultados positivos no uso do óleo de mamona para infecções na pele e outros problemas como: queimadura de sol, abrasões, acne, a pele seca, estrias, manchas de idade, dermatofitose, coceira localizada e pele inflamada.) 
  • Oliva / Óleo Mole (Rico em vitamina E, e recomendado principalmente para peles secas devido ao seu grande poder de hidratação, consegue evitar a perda de água do organismo, pois forma um filme protetor sobre a derme e garante a remoção das células mortas.) 
  • Óleo de Semente de uva / Óleo Mole (O óleo feito da semente de uva tem capacidade de fazer a substituição de todos os óleos vegetais existentes. Ele também é muito utilizado na confecção de produtos para o corpo, como loções hidratantes, cremes para massagens, óleos para banho, produtos pós sol e até sabonetes. O produto também tem grande ação na prevenção e tratamento de estrias já que possui uma grande concentração da substância conhecida como alfa-tocoferol. O óleo da semente de uva é bem fininho e tem um alto poder de absorção pela pele,Também ajuda a regenerar os tecidos cutâneos devido à concentração dos ácidos linoleico e palmítico.)


Com nosso óleos devidamente misturados nas proporções certas, vamos agora aos aditivos, neste caso a Casca de Malbec desidratada, este aditivo vai conferir à nosso sabonete um agente esfoliante moderado e cor, caso seja necessário usaremos oxido de ferro vermelho pra corrigir a cor, mas só usaremos o oxido se a cor não estiver de acordo com nosso projeto ou se houver despigmentação provocado pela NaOH na emulsificação dos óleos. 

Aos poucos vamos colocando nossa solução cáustica de vinho dentro do mesmo recipiente que está nossa mistura de óleos, sempre mexendo bem, mas com cuidado para não derramar nossa mistura. Com o auxilio do mix esta etapa se torna menos cansativa e mais rápida.



Ao atingirmos o traço fino podemos adicionar a fragrância de escolhemos para este sabonete, no nosso caso a escolha não podia ser outra, usamos um Óleo de Fragrância de Vinho Malbec, o aroma não lembra o cheiro do vinho nem de longe, mas sim de suas notas de frutas vermelhas como a cereja, framboesa, morango e BluekBerry, neste momento todo o lugar é invadido por este doce aroma frutal, um presente a parte proporcionado pelo preparo deste sabão.


O traço não sofreu nenhuma aceleração e foi muito fácil derramá-lo na forma, podemos ver que o traço esta um pouco mais consistente, mas mesmo assim ainda muito fácil de se trabalhar isso só foi possível graças a qualidade do óleo de fragrância que usamos.



A fase gel começou aproximadamente uma hora depois que foi colocado na forma atingindo Full Gel em mais ou menos 45 minutos. Desenformamos doze horas após o inicio de processo sem nenhuma dificuldade.

O aroma se mostra agradável e muito persistente. Assim concluímos esta primeira etapa de nosso sabão de vinho. Acho que por hora é isso, espero que tenham gostado! até breve com mais uma novidade. Se você tiver alguma dica, sugestão ou crítica, deixe registrada nos comentários que teremos o maior prazer em ler e responder. Pode parecer bobagem, mais muitas pessoas podem ter a mesma dúvida que você e assim estaremos ajudando a cada um que passar por esta publicação.

Todos os demais produtos usados nesta receita estão disponíveis para venda em nossa loja virtual, para adquiri-lo basta seguir o link:

7 comentários:

  1. Bom dia,
    sabao de vinho é um idea que merece ser imitada . Óbrigado pela inspiracao.
    Parabens pelo blog fantástico :-)

    um abraco,
    Cristina

    ResponderExcluir
  2. Oi Amauri, realmente essa fragrância é inebriante, fantástica e exótica......provei e adorei, não sobrou um sabonete para contar a história rsrs....

    Obrigada sempre, abraços

    Marli

    ResponderExcluir
  3. Ola Amauri, parabens pelo blog.
    Faz tempo que procuro este tipo de processo.
    Gostaria de saber se voce da cursos?

    Obrigada,
    Tany

    ResponderExcluir
  4. Oi Amauri. Blog sensacional! Como acho estas formas que voce posta, parecem mais faceis.

    ResponderExcluir
  5. Qual seria a diferença entre adicionar o vinho como aditivo ao invés de adicionar em substituição da agua?

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Amauri, fiquei com uma dúvida.
    Você calcula o peso do vinho após reduzir? Ou calcula o peso antes de reduzir e depois dilui em água? Porque se utilizarmos o vinho reduzido ficaremos com menos liquido do que o recomendado, ou não?

    ResponderExcluir

Ao participar de nosso Blog, você estará ajudando a um enorme numero de pessoas que estão procurando o conhecimento que você pode ter, antão participe, compartilhe!

Obrigado por deixar suas considerações em nosso Blog e volte sempre.